"Causos ..."

 " O aquário quebrou... os peixes morreram todos... só sobraram os tubarões " quando numa empresária resolveram demitir em massa.

" Olha Dona, sinto dar uma puxada aqui atrás da perna... tô achando que é meu Nervo ASIÁTICO" quando perguntei a um senhor se ele sentia algum tipo de dor.

"Um funcionário chega para o encarregado com uma requisição de material. O encarregado olha, faz umas caretas. O funcionário pergunta: - Quem pode autorizar isso ? O encarregado lhe entrega a requisição e diz: 
- Só Deus !"

Sylvia_photo_01.jpg (5225 bytes)
Sylvia Volpi

Professora e  Conslutora
de Ergonomia 


"Certa vez numa empresa das grandes entrou um boy para trabalhar para os Técnicos de Segurança (eram 12). Os engraçadinhos resolveram pegar uma peça no menino e mandaram ele ir ao almoxarifado pegar " carbono em pó" , disseram que se ele conseguisse estava empregado. Risinhos prá cá, risinhos prá lá... Volta o menino com o "carbono em pó" . Disse ele: - Aqui tá o carbono do jeitinho que vocês pediram, o emprego é meu. Os Técnicos ficaram de boca aberta com a esperteza do menino: ele trouxe uma garrafa de toner para máquina de xerox. Inconformados diziam: - Este tem futuro, ah tem ....."


"No III COBET - Congresso Brasileiro de Ergonomia Aplicada à Segurança e Medicina do Trabalho, havia uma palestrante da Argentina. Uma senhora extremamente cativante e divertida (coisa rara para argentinos) enquanto ela proferia a palestra em espanhol, eu ia traduzindo os termos que eram muito diferentes dos nossos. Ela então disse que os trabalhadores utilizavam "cascos", eu traduzi: - Capacetes.
Ela num gesto de muita simpatia tentava falar os termos que eu traduzia para o português. Ia tudo muito bem até que ela soltou a frase: - Entonces los trabajadores no queriam colocar los "cacetes en las cabezas" ...

O público tentou bravamente se segurar, mas não dava, era humanamente impossível, foi um começar... e o auditório veio abaixo numa explosão de gargalhadas. Ela desesperada sabia que tinha dito alguma besteira e me perguntava: - Que dice yo ?.Falei que depois contava. Terminada a palestra ela novamente desesperada perguntou o que havia dito. Expliquei. Ela veio abaixo de tanto rir, tivemos de abanar a senhora. Voltando do intervalo ela pediu a palavra e disse a todos: - Ahora hasta entiendo porque ellos no querian colocar los "cacetes en la cabeza" deve doler ... O auditório veio abaixo de novo. "

" Esta mesma senhora, neste mesmo congresso, não parou por ai. Visitando a FISP, todos que passavam a cumprimentavam. Num certo momento ela não aguentou e veio me questionar porque todos quando a cumprimentavam diziam: - Brasil !. Me perguntou em seguida: - Que respondo ? Argentina ?!.

Olha fiquei um bom tempo tentando entender porque falavam Brasil ! prá ela. Cheguei a pensar: - Mas que povo mau educado ! Prá que esfregar o patriotismo na cara dela ? Foi ai que veio uma luz, chamei-a e perguntei: - Por um acaso eles falam assim: - Prazer ! Ela: - É isso mesmo: Brasil! . Resultado toca abanar a senhora outra vez quando expliquei o que realmente eles falavam"

" Sai um dia para fazer umas vistorias com o Técnico de Segurança de uma empresa. Encontramos um dos senhores da manutenção em cima de um telhado com telhas de argila e sem cinto de segurança. O Técnico teve um treco: - Ô Zé cumé que você me faz uma destas... desce já daí ! O Zé desceu contrariado dizendo: _ Tem perigo não. Eu faço "corpo leve". Aí o Técnico ficou #@*. Pegou o Zé e levou até o departamento Médico, fez ele subir na balança e dizia: - Vai Zé ! Faz "corpo leve" agora que quero ver quanto a menos você vai pesar !"

" Me disse o Álvaro Zocchio, que ser humano... que a tecnologia já chegou ao chão de fábrica.
A antiga Rádio Peão hoje é a Peão Net "

" Um operário me narrava sobre o incêndio que havia ocorrido na semana passada na empresa : "- Foi uma zona ! O povo gritava: -Fogo ! Fogo! Quando eu virei ... vi uma chuva de peão correndo ! " Ele contou e... eu fiquei pensando: - Caramba e nem com esta chuva toda apagaram o fogo ! " 

" Há muitos escritórios com funcionários que têm a famosa "Mesa Triângulo das Bermudas ". Caiu lá ? Ninguém mais acha !"

" Dois operários conversando... - Cara ! Cê precisa vê o rádio que meu irmão comprou pro carro é Rádio Caçador. O outro não entendeu lhufas ! - Rádio Caçador ? Que qué é isso ? O primeiro faz aquela cara de " que cara mais Gnorante !" - Caçador cara ! Você não tem que apertar o botão prá procurar a rádio... ele vai caçando sozinho..."

"Num escritório cheio de Patricinhas perguntei onde estava o extintor de incêndio que eu não tinha encontrado. Uma das Patricinhas respondeu:" - Tá aqui ó, atrás da planta" . Era uma baita palmeira.
Eu não entendia porque tamanha barbaridade e no mínimo fiquei com aquela cara de ué... Ela não se fez de rogada e explicou: "- A gente pôe a planta que é prá esconder este troço vermelho horroroso !" E não contente ainda justificou: " Ele não combina com nada!"

" Encarregado com uma "fineza extrema" para tratar com os empregados diz para um que se recusa a utilizar protetor auricular: - Se você não colocar esta @#* eu faço você enfiar no @#*. Calmamente o que não quer usar responde: - Prá que ? Você por acaso não sabe que a B...... é surda ?"

" A moça tinha dor nos dois punhos, trabalhava numa máquina que trepidava tanto que dava para ficar batendo os dentes. Cheguei para o encarregado e disse que a tarefa daquela moça podia causar lesões e que era necessário se fazer revezamento de funcionários até melhorar a máquina. Ele me respondeu com desdém; - Até eu queria trabalhar naquela máquina ! Quem não quer um serviço que enquanto você trabalha já vai fazendo massagem no braço ?"

"Quando eu era Caixa de Banco (ninguém nasce Ergonomista!) eu tinha um colega que todo dia dava diferença no caixa dele. A gente saia tarde todo dia. Um belo dia um dos outros caixas ficou @#* e dizia - Cara assim não dá ! Ou você compra uma "maquininha de tirar diferença" ou sai do caixa !" 

" Eu trabalho em tudo que é lugar, é barco, é avião... Um dia fui entrevistar uns pilotos que testavam caças.. Eles tinham "ganhado" um boy. Ah! Como sofrem os boys ! Piloto que não é sarrista não é piloto, é claro ! Mandaram o menino ir até o almoxarifado buscar um "macacão para o piloto automático". O menino saiu em sua missão e eles se escangalhando de rir. Passou mais ou menos hora, o menino voltou com uma cara ! Tava @#*! Falou: "- Pô assim não dá ! Fiquei quase uma hora na fila do almoxarifado e sabe o que o cara me disse ?" Os pilotos a esta altura estavam se segurando para não rir só que, o tiro saiu pela culatra ! O menino: -Ele disse que vocês são umas antas mesmo. Que toda vez que entra boy novo vocês fazem isso ! Que ele já tá cansado de avisar que "macacão prá piloto automático" só entrega com requisição ! Eu não vou pegar aquela fila de novo !"

" Esta veio de Minas. Depois do almoço na fábrica, todos sentados no chão, palito no canto da boca e dalhe causo. Um deles conta: - Ontem fui levá minha TV pro conserto, mas acho que vai sai caro, o moço fico de dá o orçamento hoje. Pergunta o outro: - Mas que tem a TV ? O dono da TV responde: - Deve ser pobrema sério causque quando tem feição num prozeia e quando prozeia num tem feição" 

"Este é um daqueles chefes que não sabem nada mas... pensam que sabem tudo e o que é pior tem mania de tentar falar difícil e arrastar os rrrsss que nem carioca. Dizia ele todo pomposo para o operário:-Você já sabe de corrrr e saltelhado, finge que não captura a mensagem, fica querendo me dá nol, deve pensarrrr que eu sou um nol cego. Vou ixpricá outra vez prá você não dizerrrr que sou Gnorante ô narfabeto. O bebedorrrr de água tá com vazamento internitente. Se você não resolverrr o pobrema hoje, vou te diverti, Você vai serrrr suspendido, não vai receberrrr e vai ter que sairrr correndo pro banco prá assustá todos os voadorrr que cê tem por aí !"


O VOZÃO

" Toda empresa tem aquele funcionário de muitos anos de casa, saudosista, que às vezes até já está aposentado mas continua trabalhando .

Este era o caso do Vozão. O Vozão era um operário tão antigo na fábrica que diziam que ele ajudou a escolher o terreno para a construção. Exagero claro ! 
Bonachão, dava uma de rabugento pro pessoal não folgar muito. 
Xingava o tempo todo, gesticulava, resmungava igualzinho ao Zé Buscapé do desenho animado. Diziam também que o desenho foi inspirado nele. Desta eu não duvido !

Um belo dia o Vozão saiu no maior quebra-pau com um rapaz.

O Vozão saiu xingando, resmungando e tudo que tinha direito.

O rapaz irado gritava: - Vozão, só não te pego porque você tem Imunidade Geriátrica por DNA.

A turma concordava:"- É isso mesmo ! Se não fosse a Imunidade..." 

Perguntei a outro rapaz que assistia comigo a cena: -" Que é qué isso ?"
Imunidade Geriátrica eu até tava entendo mas, que o DNA tem a ver com isso ?"

Eu pensando que era aquele DNA...

Como se fosse um termo muito conhecido, calmamente ele me respondeu: "- DNA ué ! Data de Nascimento Avançada !"


TODA MULHER SABE QUE...

" Esta faz tempo... Foi a primeira empresa em que eu trabalhei como Consultora de Ergonomia. Era uma tecelagem, nem existe mais. Os funcionários queriam usar protetor auricular, mas tinham um encarregado besta que dizia que macho não usa estas frescuras. E se o funcionário dele não era macho, que pedisse as contas porque não servia. O pessoal tava indignado queriam usar o protetor, o ruído era um absurdo. O Técnico de Segurança não conseguia resolver o problema, sobrou a pedido dele e dos funcionários... prá mim ! Pensei:" - Como é que eu vou convencer um cabeça dura destes ainda por cima metido a machão ?" Só tinha uma saída: usar as mesmas armas. Pensei então: "- Na pior das hipóteses saímos no tapa, me garanto ele é mais baixinho que eu (e olha que eu sou baixinha !). "

Cheguei prá ele e disse:" - Sabe, com o barulho que faz aqui se não usar protetor auricular dá prá ficar surdo." Ele todo cheio de macheza: "- Isso é frescura ! Macho não usa estes badulaques !" Contestei já meio p da vida : "- Se você ficar surdo...uma mulher te paquera na rua... você não vai ouvir... macho é que ela não vai pensar que você é !" 

Ele me deu aquela olhada de "vou te esganar" e respondeu:"- Com este material do papai aqui dúvido que ela não puxa papo !" Ah ! Eu que tava meio p da vida fiquei completamente p da vida: "- Ela não vai perder tempo tentando puxar papo com você, porque toda mulher sabe que.... sssssss" Sussurei algo que não dava para ouvir mesmo, de propósito. Ele perguntou:" - Porque sabe o quê ?" Eu respondi: "- Porque toda mulher sabe que ......sssssss" Sussurei de novo. Ele: "- Dá prá você falar alto que não estou te ouvindo ? " Aí que dilícia ele deu minha deixa... Lá vai ! Gritei com toda a força que encontrei: "- PORQUE SABE QUE TODA BICHA É SURDA !!!!!!!!" A partir deste dia foi liberado por ele o uso do protetor auricular. O que ele disse pros funcionários ? Disse que a doutora explicou direito ele mudou de idéia. E eu... confirmei. Acho que deu prá cair a ficha dele que devia ser de ligação DDI."

PENSARAM QUE EU ERA....

Trabaho para uma empresa Paraguaya de Navegação Fluvial. Umas duas ou três vezes por ano navego com eles pelo Rio Paraguay, do Pantanal até por volta de Assuncion. A tripulação é toda masculina e eu lá ó... Morram de inveja mulherada, sou tratada feito rainha ! O que eles falam ? Ah, muita besteira, são muito divertidos. E de um respeito ! 

Quê ? Ah ! Certo, certo. Que língua eles falam ? Castelhano e Guarany que é aprimeira língua deles. O que se eles têm duas línguas ? Cada pergunta heim ? Já falei, claro que têm ? Quê ? Num credito ? Não é nada disso ! Não é que eles tem duas línguas na boca. Eles falam duas línguas, entendeu ? Mais ou menos ? Para isso não tem mais ou menos. 

Entendeu ou não ? PelamordeDeus ! Quando eu terminar me procura que agente fala a respeito. Como dizia, ficamos incomunicáveis no barco, mensagem só por satélite. Às vezes penso será que não tenho noção do perigo ou é o perigo que não tem noção de mim. Um senhor no porto do Brasil me disse: -" Olha dona a senhora é muito mais macha que muito homem que tem por aí !" Humm. Tudo bem, tomei como elogio. Talvez eu tenha sangue de Indiana Jones nas veias. Acho que vou comprar um chapéu que nem o dele que gruda na cabeça, você cai, rola, sai num tufão e o chapéu não cai. Que tecnologia heim ???

Navego ás vezes uma semana, às vezes dez dias. Depende do rio se está cheio: mais rápido, se está vazio: mais devagar. Interessante como estas grandezas são inversamente proporcionais às sensações dos navegantes. Neste caso, quanto mais vazio rio: mais cheio fica o navegante

Atracamos sempre à noite. Num dos dias fomos para a terra. Os meninos iam jogar uma partida de futebol com um time de um pequeno povoado no lado Paraguaio. È curioso um lado do rio é o Brasil, no outro é Paraguay. Eles por serem paraguaios só podem descer do lado paraguaio. Eu por estar trabalhando prá eles e ser brasileira posso descer em qualquer um dos lados, que vantagem não ?

Não sei prá que serviria mas ... é uma vantagem não se pode negar. Jogo vai, jogo vem. Frango vai, frango vem... Eu tenho duas funções no time "utiliera" ou seja guardadora de meias (usadas inclusive), relógios, carteiras, o repelente (não dá prá viver sem ele no Pantanal: é básico!), preservativos (também é básico), ou seja, toda a tralha possível e imaginável que o jogador não pode carregar durante o jogo: carrego eu.

Faço com prazer. Meu pagamento ? Guaraná à vontade, eles pagam todas ! Mas creio que a função de maior responsabilidade (da qual me orgulho muito) é de torcedora: única e roxa ! Só tem EU de torcida e aí se EU não cumprir bem a função... Eles fazem uma cara feia ! Também se eles perderem o jogo já avisei: não conheço ninguém e volto a nado pro barco tão p. da vida que não vai ter piranha, nem jacaré que se arrisque a me enfrentar ! Quis ser ponta esquerda, não deixaram, dizem que não chuto bem com a canhota.

Já quis ser Técnica do time, usei como argumento eu ser brasileira, ter sangue de futebol nas veias... Eles olham de banda e dizem: Hummmm! Não há meio de convencê-los. Já cheguei ao desespero de dizer que eles não jogam nada mesmo, pior do que está não dá prá ficar e quem sabe eu sou: a luz no fim do túnel ! Nem assim consegui. Alegaram que meu argumento não era válido porque não tem Túnel no Rio. Não me dão valor... Santo de casa não faz milagre mesmo. Disseram que vão pensar... se deixam eu dançar o Tchan no intervalo da partida. Me enrolam mesmo, nem isso resolveram ainda. E eu vou ficando...

Sentada no banco ! Não me deixam jogar. Não posso ficar na beira do campo xingando todo mundo porque não sou Técnica. Não posso sair dali porque sou a "utilera" e tenho que tomar conta das coisas. Também prá onde eu iria ? Tomar chá com as piranhas ? Nenhum dos dois tipos de piranha (no Pantanal tem as da água e as da terra) tem costume de tomar chá. Que tédio !

Ôpa! Diversão à vista ! Tem umas menininhas de uns seis anos brincando de amarelinha ali adiante. Aí que vontade ! Será que vai ser muito vexame ir lá pedir prá brincar com elas ? Será que elas vão deixar ? Perguntei pro sub-capitão do barco o "Papito" (papaizinho) o que ele achava. Ele disse que as crianças paraguaias são muito fechadas, só falam Guarany (meu castelhano é fluente, o Guarany tô aprendendo mas, é difícil prá burro e prá inteligente também). Quer saber ? O máximo que podia acontecer era elas dizerem: NÂO!!!

O Papito me disse como se falava: - Posso brincar também ? em Guarany . Não, não nem invente... não lembro mais como fala. Fui lá. Falei. Me olharam de olhos arregalados. Pudera, uma loira no meio da selva, num país onde todo mundo é moreno, descendente de índio (eles têm uma cor de jambo linda) falando Guarany ? Me poupe ! Se eu fosse elas me mandava ir tomar chá com as piranhas da água que é mais perigoso ! Quem acabou arregalando os olhos depois fui eu quando elas me disseram que sim. Tudo bem, tudo bem, não precisa insistir. Isto eu sei falar em Guarany, YES!!!!! Não, não , não confunda... Yes é sim em inglês.

Foi só uma expansão de alegria. Calma... você está lidando com uma poliglota. Aliás, eu acho a palavra poliglota horrível, por mim quem fala muitas línguas deveria se chamar Linguarudo, tem mais lógica. Bem, voltando ao sim em Guarany... se fala: Rõ. Cuidado, cuidado com a pronúncia ! Ela e fundamental. Intruções técnicas: 1) faça um biquinho, não muito fechado que nem de francês. Fecha isso cara, tá parecendo um jacaré ! Agora tá bom. Passo 2: coloque a língua no céu da boca, não é só a ponta, é toda a língua. Vai, tá bom... Agora diga: Rõ. 

Viu como é fácil ! Você já pode passar para a Segunda Fase do curso. Vamos aprender agora a falar Boa Tarde ! É simples, vou te passar a expressão e você vai treinando. Veja que fácil é dizer Boa Tarde em guarany: " mba´éichapa nde pyhare". Viu que fácil ! Repita então... Isso ... Tudo errado ! 

Eu não falei prá você que era difícil prá burro e prá inteligente também falar guarany ? Demora tanto prá falar Boa Noite que, quando você acaba já está dormindo e se o outro for responder já chegou a hora de levantar e aí tem que falar Bom Dia que é do mesmo tamanho e já fica de noite de novo ...

Chega ! Cansou minha beleza e olha que não tenho muita. Quer saber ? É nessas horas que me sinto uma "Kunã arandu". Quê ? O que quer dizer? Ah não! Agora chega, tenho que contar a história e não dar aula de Guarany. Se vira, pega umas aulinhas particulares, compra um dicionário, procura na internet: se virá !

Well, onde estava mesmo ? Ah sim ! Elas me deixaram brincar. Me deram a pedrinha para jogar amarelinha e foram horas e mais horas de diversão. Brincamos de roda, de esconde-esconde, de pega-pega. A gente não precisava saber a mesma língua. A gente nem precisava falar. Era só rir e rir. Os olhos "falavam" o que a gente precisava saber: estavamos felizes e pronto !

Já era tarde, então elas foram tomar banho para dormir. Uma das menininhas, a Lídia, tomou banho e veio sentar no meu colo, acabou adormecendo. Acordou depois e então perguntei em guarany (tinha meu intérprete, o Papito) se ela queria ir dormir na cama. Ela perguntou se eu podia colocá-la na cama. Fui então falar com sua mãe para ver se ela permitia. Obrigada ! Obrigada! A mãe falava castelhano. A mãe concordou mas olhava para a filha com um sorriso maroto. Ali tinha coisa ! Levei a Lidia para a cama dei um beijo de boa noite e disse em guarany que ela era "Mitã porã" (uma menininha linda) ela sorriu e disse em catelhano: "- Adios tía brasilera ! Que danadinha ! Ela sabia falar castelhano.

E como sabia que eu era brasileira ? Por isso que a mãe dela deu aquele sorrisinho. Mais uma lição da vida... a gente não precisa de sons para dizer: " Que bom que você está aqui! A gente chega nos enta (enta: maneira disfarçada de dizer que se chegou aos quarenta anos) pensa que sabe alguma coisa da vida, que está maduro. Ah ! Detalhe... na nossa sociedade o homem quando fica maduro se torna um "coroa enxuto" a mulher quando fica madura caí do pé e se esborracha que nem abacate. Outra lição de vida: farejam brasileiro de longe ô sina !

Despedidas, agradecimentos... No caminho de volta para o barco fui conversando com o capitão que tem o apelido de Romário, porque ele só fica área esperando a bola cair na cabeça dele prá ele fazer o gol. Achava que só os brasileiros viam isso do Romário. Mas não, todo o mundo vê, talvez por isso ele seja internacionalmente convencido mas não engana ninguém.

Disse para o capitão que me pareceu curioso as crianças me deixarem brincar já que elas são tão fechadas. Ele afirmou que realmente são muito fechadas. Perguntei a ele porque ele achava que elas deixaram eu me acercar. Se era por falar Guarany, ele: - No, no. Então era porque tive a cara de pau de ir falar como elas, ele: - No.no. Chutei mais um monte de razões e ele só: - No, no. Quando eu comecei a pensar que eu devia ser diferente, quem sabe especial... Cai do cavalo quando ouvi ele dizendo: - Pensaram que você era a Xuxa.
Fim de papo. Tchau !


Quê ? Não vão me deixar ir se eu não traduzir aquela expressão. Que expressão ?Ah ! A que eu disse que me sentia uma "Kunã arandu" ? Tá bom, vai. Vocês tiveram paciência de ler até agora mesmo. Vamos lá então, quer dizer "mulher inteligente". Inteligente também pode ser katupyry. Traduzido ? Tchau então. 


Quê ? Porque então o queijo chama Catupiry ? Tenha dó e eu sei lá ! Liga prá fábrica e pergunta ! Faça-me o favor! FUI !!!!!!


Ah ! Você ? Tinha me esquecido. Tá vamos discutir aquele assunto da língua. Não, não eles não tem língua dividida que nem de cobra...

  

Webmaker: M. Canton